• Formação de marujos
  • Escola de Aprendizes de Marinheiro de Santa Catarina
  • Escola de Aprendizes de Marinheiro do Ceará
  • Escola de Aprendizes de Marinheiro de Pernambuco
  • Escola de Aprendizes de Marinheiro da Bahia
  • Escola de Aprendizes de Marinheiro do Espirito Santo
  • Bravo1
  • Oscar2
  • Formatura
  • Sala de aula
  • Escola de Aprendizes de Marinheiro de Santa Catarina
  • Turma Mike 1973 da EAMPE

        Lembra da data em que você chegou na escola? Aquele ano ficou na história de nossas vidas.
             Adolescentes oriundos de diversas partes deste nosso Brasil, começam a chegar dia após dia. Chegam os cariocas, os paulistas, os baianos, os mineiros, os cearences...
              Aos poucos amizades vão sendo iniciadas, relações estas que perdurariam por muitos anos, outras mais tênues permaneceriam apenas nas mentes nostálgicas, ao relembrar-se "aqueles tempos".
Ahhhhh... Aqueles tempos !
             As saídas à rua nas sextas-feiras: aquelas intermináveis inspeções nos licenciados. Os passeios na Rua XV de Novembro, muitas vezes (a maioria) sem um único centavo para gastar ! As cansativas travessias da ponte, algumas vezes a pé -que dureza!-, outras tantas espremidos nos coletivos locais.

             Saudades das farras noturnas: "1º de Março"; "Phênix"; "Lee 88"; e outras tantas.
Saudades dos passeios na Beira-Mar-Norte, tentando azarar alguma gatinha, e muitas vezes voltando para bordo (Escola) apenas com as pernas cansadas e rouco de tanto gargalhar com os campanhas, ouvindo e contando piadas.
             Nossa que saudade do maravilhoso ""Bolo da Cantina"" que quase nos levava à falência, no fim do mês, dos bancos nos quais conversávamos compartilhando nossos sonhos, alegrias e tristezas, esperanças e frustrações.
             Saudades dos amigos que abandonaram o barco antes mesmo de terminarmos o ano (Magal, Valente, Buldogue, Elson, Magoo, Mineirin), que preferiram ser ""PAISANOS"", e hoje não sabemos mais se ainda vivem!
              Aqueles dias apesar de parecerem ser penosos, eram cercados de uma magia! De algo que nunca mais senti, de um sentimento que nem mesmo o tempo conseguiu apagar, mais que também vejo com tristeza não existir em nosso viver nos dias atuais.
             Talvez seja assim mesmo, os tempos felizes servem essencialmente para ficar na lembrança e nada mais!
              Mesmo assim prefiro acreditar (Utopicamente) que tudo pode ser, que este tempo pode voltar, que podemos nos reunir novamente, que ouviremos novamente os gritos do sgt Ventura (grande Ventura); lembro também do sgt Lima "cabeça de cambiriba", gritava ele. Do Ten. Celso Brum, Comandante dos alunos.
              Penso eu que estaremos de novo almoçando juntos no refeitório, chupando muitas laranjas, dando muitas risadas. Estando felizes por sermos o "Pelotão do Mês" e podermos almoçar na frente dos outros (olha só que vantagem !).
              Sei que vamos novamente aguardar ansiosos o dia de 11 de Junho, e treinarmos como loucos para nossa formatura que será o máximo!!.
              Éhhhhhhh nossa formatura !!!! (lá se foram 30 anos). Club Penhasco á beira mar, ao som das músicas dos anos 70 e 80'.
             Quero acreditar que é possível, quero dizer-lhes que podemos, isso mesmo!, como nos velhos tempos! Podemos tudo o que quisermos, basta acreditar!
              Amigos e companheiros da Turma da Escola de Aprendizes Marinheiro!!! Onde estão vocês?
              Não é possível que nossa Turma exista apenas na lembrança dos nostálgicos sonhadores !
              Que Deus nos abençoe à todos. Onde quer que estejamos. Militares ou paisanos seremos sempre Marujos e com orgulho!!!
              Saudações...               Ex-aluno:
Abrahao Bahr Mendes.
00 0
CLIQUE AQUI PARA FECHAR ANUNCIO
surreal